quinta-feira, 9 de setembro de 2010

O Contrário do Amor...

O que seria preferível, que a pessoa que você ama passasse
 a lhe odiar, ou que lhe fosse totalmente indiferente? Que
 perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você
 se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira,
 esquecido por completo da sua existência? O ódio é
 também uma maneira de se estar com alguém. Já a indiferença
 não aceita declarações ou reclamações: seu nome não
 consta mais do cadastro. Para odiar alguém, precisamos
 de um coração, ainda que frio, e raciocínio, ainda que doente.
 Para odiar alguém gastamos energia, neurônios e tempo.
 Odiar nos dá fios brancos no cabelo, rugas pela face e
 angústia no peito. Já para sermos indiferentes a alguém, precisamos
 do quê? De coisa alguma. A pessoa em questão pode saltar de
 bung-jump, assistir aula de fraque, ganhar um Oscar ou uma
 prisão perpétua, estamos nem aí. Não julgamos seus atos,
 não observamos seus modos, não testemunhamos sua existência.
(Martha Medeiros)

5 comentários:

  1. nossa!! a minha alma ficou sem palavras
    indiferença pra mim é nome dado a algo inexistente,não é humano,seria uma coisa ,sem alma ,sem coração
    beijos e uma ótima noite!!

    ResponderExcluir
  2. Muito real suas palavras.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  3. Oi adorei o blog =)
    Belo texto de Martha!
    A indiferença é um dos piores sentimentos que podemos demostrar para alguém :(,
    To te seguindo,bjão

    ResponderExcluir
  4. A indiferença na verdade é a ausencia de sentimentos.
    Ninguem merece isso, é preferivel o ódio!

    Te vi no meu blog...
    Agradeço a visita. Gostei daqui, voltarei sempre.
    bjo

    ResponderExcluir
  5. Esse post é muito bom...
    O ódio permanece em nós anos, meses...
    A raiva é melhor, mas sou o tipo de pessoa que adora ignorar o que não gosto, o que me incomoda assim não me sinto com raiva e nem me perco tempo pensando em qualquer coisa que me faça perder a cabeça por menos de um grão de areia ..
    Beijos na alma
    Bela escolha de texto!

    ResponderExcluir

Abra a janela da sua alma...